TV GC

Creas de Palmitos, desenvolve campanha Faça Bonito

A campanha visa prevenção de violência e abuso infantojuvenil

Palmitos - 13/05/2019 15:43 (atualizado em 22/05/2019 16:58)
Carregando Vídeo
Carregando Vídeo

O Creas – Centro de Referencia Especializado de Assistência Social, realiza campanha contra violência e abuso infantojuvenil, que inicia nesta segunda – feira dia 13.

Em entrevista a equipe do Jornal Expresso d’Oeste a Assistente Social do Creas Jéssica Mai, falou sobre a importância da campanha. “Neste dia 18 de maio é o dia nacional de Combate ao abuso e abuso sexual de crianças e adolescentes, e para combater o problema é preciso falar sobre ele”, informa. 

Segundo Jéssica a campanha Faça Bonito, será realizada com crianças e adolescentes do SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, por meio de oficinas que contam com técnicos e monitores. “O objetivo de trabalhar em oficinas é mostrar para as crianças como identificarem e pedir ajuda, quando sua intimidade for violada”, explica.

Ainda de acordo com Jéssica cada turma de alunos tem diferentes abordagens e linguagens, variando conforme sua idade. “Os grupos participantes da campanha, irão confeccionar flores amarelas que são o símbolo da campanha, que estarão enfeitando a cidade”, destaca.

A campanha tem a seguinte programação:

No dia 13, plantio das flores confeccionadas, colocação de banner e pôsteres informativos. No dia 16, amostra de peça teatral para cerca de mil alunos da rede municipal de ensino, de idades entre sete a 14 anos. No dia 17, caminhada na Avenida Brasil, com alunos do SCFV.

A psicóloga do Creas, Kéli M?ller conta que existem canais de denuncias para casos de abuso e violência infanto juvenil, que são o disk 100, e através do aplicativo proteja. “A população também pode procurar a delegacia, o ministério público da sua cidade, e o Creas”, afirma.

A Secretária de Assistência Social, Leda Perin também contou sobre a campanha. “As crianças já estão desenvolvendo atividades, e será elaborado um vídeo com as crianças cantando música sobre o tema”, relata.

Fonte: Redação jornal Expresso d'Oeste

Mais notícias